Miomectomia Histeroscópica

Miomectomia Histeroscópica

A miomectomia histeroscópica envolve a inserção de um histeroscópio no útero através da vagina e do colo. Histeroscópios são tão finos que podem passar pelo colo com dilatação mínima ou nenhuma. Como os instrumentos são colocados através do colo não são necessárias incisões abdominais. O histeroscópio é um instrumento fino, como um telescópio, que permite ao médico ver os fibróides. Um resectoscópio, que é um histeroscópio encaixado com "wire loop" (fio) que usa corrente elétrica de alta freqüência para cortar ou coagular tecidos é então inserido para remover os fibróides. O loop é colocado ao redor do fibróide, a energia elétrica passa através do loop e o fibróide é extirpado. O fibróide então pode ser removido através da vagina.

Este procedimento é feito principalmente em bases "ambulatoriais" sob anestesia geral. Normalmente há um desconforto mínimo durante a histeroscopia. Leva cerca de 60 minutos para completar o procedimento, que é seguido por algumas horas de recuperação. A histeroscopia pode ser usada para remover fibróides na parede interna do útero que não tenham se aprofundado até a parede uterina. Complicações ocorrem em menos de 1% das vezes com a miomectomia histeroscópica.

O sucesso da miomectomia varia dependendo do tamanho, tipo e quantidade dos fibróides e do tipo de miomectomia realizada. As complicações e taxas de complicações também variam dependendo do tamanho, tipo e quantidade de fibróides, bem como do tipo de miomectomia realizada.

Mais informações sobre Miomectomia Histeroscópica na internet.

Explicações da Miomectomia Histeroscópica incluindo ilustrações